Factores de risco da bulimia

Certas situações e acontecimentos podem aumentar o risco de desenvolver um distúrbio alimentar. Esses factores de risco podem incluir:

Ser do sexo feminino

As mulheres são mais propensas a ter bulimia do que os homens.

Idade

Bulimia geralmente começa no final da adolescência ou início da idade adulta. Bulimia é mais comum em estudantes universitários do que nos adolescentes mais jovens.

A história da família

Os distúrbios alimentares, como bulimia, são mais prováveis de ocorrer em pessoas que têm pais ou irmãos que tiveram um disturbio alimentar.

Dieta

As pessoas que perdem peso são muitas vezes incentivadas por comentários positivos de outras pessoas em que a sua aparência mudou. Isso pode causar algumas pessoas a fazer dieta muito agressivamente, levando a bulimia.

Influências familiares

Pessoas que se sentem menos seguroa nas suas famílias, cujos pais e irmãos podem ser excessivamente críticos, ou cujas famílias provoca-os sobre sua aparência estão em maior risco de bulimia e outros disturbios alimentares.

Transtornos emocionais

Pessoas com depressão, transtornos de ansiedade e transtorno obsessivo compulsivo são mais propensos a ter um disturbio alimentar.

Desporto, trabalho e actividades artísticas

Os atletas, actores, estrelas de tv, dançarinos e modelos estão em maior risco de disturbios alimentares, como bulimia. Os disturbios alimentares são particularmente comuns entre as bailarinas, ginastas, corredores e lutadores. Os Treinadores e pais podem inadvertidamente contribuir para os distúrbios alimentares, incentivando os jovens atletas a perder peso.

Pretendemos ajudar quem precisa!

A nossa missão é ajudar as pessoas cujas vidas são afectadas por distúrbios alimentares. Para isso neste site apresentamos informação de auto-ajuda, bem como formas de ajudar o seu proximo, quer seja seu filho ou amigo. Se você sabe que alguem está ou possa estar a passar por desordens alimentares não ignore, faça algo. Divulgue este site de forma a melhorar a vida das pessoas com problemas alimentares!

Acompanhe-nos nas redes sociais!

Twitter | Facebook
Copyright © Disturbios Alimentares.