Quanto tempo demora a recuperar?

A maioria das mulheres com distúrbios alimentares, especialmente no início, recusa o tratamento e há mudança de comportamento fazendo com que levem vários anos, ou décadas a melhorar. A maioria faz pouco ou nenhum progresso sem ajuda. Até 20 por cento não sobrevivem.

As pessoas que entram em tratamento geralmente ficam melhor. Cerca de metade das pessoas com disturbios alimentares recuperam. 25 por cento fazem progressos, enquanto que infelizmente 25 por cento permanecem doentes crónicos mesmo com tratamento.

As pessoas que fazem o tratamento têm mais probabilidades de recuperar, levando cerca de um ano. No entanto para a grande maioria o tratamento leva três a sete anos ou mais tempo. Pois parar a maioria das pessoas alterar os seus comportamentos alimentares é uma tarefa difícil e por vezes um desafio.

O tratamento no início é mais custoso e normalmente difícil de aceitar. Geralmente envolve algumas sessões de terapia varias vezes por semana ou até mesmo internação, consoante o estado da pessoa. Há medida que se vai progredindo as sessões vão ser menos frequentes.

Recaídas

As recaídas no inicio são de esperar. A pessoa tem de aprender a lidar com a vida sem olhar para a comida e o peso. A recuperação pode ser um caminho difícil, muitas vezes um caso de dois passos à frente e um passo para trás. Pode ser um processo lento e frustrante, mas o importante é você tentar recuperar.

Recuperar varia consoante a pessoa

O tempo de recuperação é mais rápido para uns e mais lento para outros, saber quanto tempo irá demorar é uma questão complexa e que varia de pessoa para pessoa. Tudo depende da pessoa e o modo com ela encara e recupera com o tratamento.

Variáveis que afectam o que tempo em que se está em tratamento por um distúrbio alimentar:

  • Tempo em que a pessoa está a sofrer com a doença.
  • Gravidade dos sintomas.
  • Outros problemas que podem existir relacionados, ou não com o distúrbio alimentar.

Como os distúrbios alimentares são doenças multi-facetadas, elas podem fazer o tratamento ser complexo e demorado. Questões médicas, nutricionais, familiares, emocionais, psicológicas, todas elas precisam de ser investigadas, pois um distúrbio alimentar causas perturbações significativas em qualquer uma desta s áreas.

Pretendemos ajudar quem precisa!

A nossa missão é ajudar as pessoas cujas vidas são afectadas por distúrbios alimentares. Para isso neste site apresentamos informação de auto-ajuda, bem como formas de ajudar o seu proximo, quer seja seu filho ou amigo. Se você sabe que alguem está ou possa estar a passar por desordens alimentares não ignore, faça algo. Divulgue este site de forma a melhorar a vida das pessoas com problemas alimentares!

Acompanhe-nos nas redes sociais!

Twitter | Facebook
Copyright © Disturbios Alimentares.